Diogo Infante interpreta «A História do Soldado» com a Orquestra Clássica do Sul dia 18 de Maio no Grande Auditório de Gambelas

Diogo Infante é o convidado especial do próximo concerto FIMA – Festival Internacional de Música do Algarve. O conceituado ator será o narrador da popular história escrita por Stravinsky em colaboração com Ramuz e inspirada em contos populares russos.


Créditos Carlos Ramos 

O Grande Auditório de Gambelas, na Universidade do Algarve, é o palco que irá acolher o concerto “A História do Soldado”, no dia 18 de Maio, pelas 21h00. A Diogo Infante junta-se um ensemble da Orquestra Clássica do Sul, que será dirigido pelo Maestro Rui Pinheiro. Um casamento perfeito entre teatro e música. 


«’A História do Soldado’ ocupa um lugar de destaque na produção de Stravinsky e na história da música do século XX. Para narrador e ensemble, esta obra acusa a influência de outros géneros na música erudita e constitui uma das mais bem conseguidas interações entre diferentes formas de expressão artística – teatro e música», as palavras de Rui Pinheiro, Diretor Artístico do FIMA 2018, sobre o espectáculo que irá ser apresentado em Gambelas, já na próxima sexta-feira. 

A partitura foi escrita por Stravinsky no decurso da Primeira Guerra Mundial para um efetivo orquestral de sete instrumentos – violino, contrabaixo, clarinete, fagote, trompete, trombone e percussão. Com uma orquestração absolutamente espantosa e eficaz, a obra reproduz não só as sonoridades e efeitos que são a imagem de marca de Stravinsky, como ainda aproxima a formação orquestral das bandas de salão e dos agrupamentos de jazz que proliferavam já na época. 

O concerto “A História do Soldado”, integrado no FIMA 2018, terá lugar no dia 18 de Maio, sexta-feira, no Grande Auditório de Gambelas, em Faro, pelas 21h00. Os bilhetes podem ser adquiridos no local do espectáculo, a partir das 20h00, ou online, através link: bol.pt






Comentários