Erlend Øye chega a 19 de Maio a Guimarães com a mala cheia de música a pulsar de felicidade

Os concertos de Erlend Øye no sábado, 19 de Maio, no Centro Cultural Vila Flor, em Guimarães, já se encontram esgotados. Estão disponíveis, nos locais habituais, os últimos bilhetes para o espectáculo no Convento de São Francisco, em Coimbra, amanhã, 17 de Maio.




Erlend Øye, cantor e compositor norueguês que se tornou conhecido como uma das metades dos Kings of Convenience, regressa a Portugal para três concertos e não dispensa a passagem pelo palco do Centro Cultural Vila Flor, em Guimarães, para um espectáculo (há muito) esgotado, que certamente se traduzirá numa noite inundada de sorrisos e música para encher a alma. Erlend Øye surge no palco do Grande Auditório do CCVF às 21h30 deste sábado, 19 de Maio

Nome incontornável no panorama musical, Erlend Øye toca uma música despretensiosamente simples, com uma sonoridade que cativa todos os que gostam de canções bonitas. Depois de ter escrito novo material para os Kings of Convenience, mas ter tido muitas dificuldades em gravá-lo, Erlend Øye sentiu necessidade de se afastar e entrar numa digressão em formato acústico, que teve início na América do Sul e leva agora o músico a passar por Guimarães, Lisboa e Coimbra. Na sua passagem pelo Centro Cultural Vila Flor, o público espera bater de frente com a qualidade artística a que sempre nos habituou. Músicas leves e alegres são a sua assinatura, num registo de descontração sem descurar a qualidade musical por que sempre primou. 

Erlend Øye emana simpatia, que naturalmente cativa a audiência, que por sua vez facilmente se entrega aos seus acordes e à sua voz que imediatamente soa familiar. Assim, desligamos do mundo e dos problemas e rotinas quotidianas para rapidamente entrarmos num universo de cor e energia vibrante. Com um registo único, que já vinha dos Kings of Convenience, o músico não corta com as origens, mas antes lhes acresce um cunho mais pessoal e intimista que cria uma afinidade sincera com quem o ouve. 

De cara simpática e sorriso fácil, Øye cativa-nos desde o primeiro momento em que pisa o palco e quase que queremos estar lá, ao lado dele, a abanar o corpo e a sorrir porque queremos estar junto desta música repleta de uma felicidade pulsante. É música que emana calor e faz sentir no rosto a brisa dos dias quentes e dos longos finais de tarde soalheiros. A sua sonoridade faz-nos viajar de olhos abertos, de peito aberto para a vida, para o saborear da simplicidade de cada dia. Músicas límpidas e translúcidas, que nos fazem sentir leves por dentro e nos dão a sensação de levitar, pois ouvi-lo significa puro bem-estar. 

Tendo mergulhado, nos primeiros anos da sua carreira, em vários projetos sediados em diversas paragens europeias, foi o feliz encontro com Eirik Glambek Bøe, com quem formou os Kings of Convenience, em 1998, que colocou (irremediavelmente) o seu nome nos altifalantes internacionais do mundo da música. Paralelamente, nunca descurou o seu rumo a solo. Com um interesse pela música eletrónica bem vincado, passou vários anos em Berlim e a viajar pelo mundo, realizando gravações em várias geografias juntamente com outros artistas. Mais recentemente, Erlend Øye formou a banda The Whitest Boy Alive, que originalmente começou como um projeto eletrónico, mas que se veio a tornar muito para além disso. Na sua visita a Guimarães, em nome próprio, espera-se uma noite festiva e de celebração à vida no Grande Auditório do CCVF.




Comentários

Arquivo

Mostrar mais

Nº Visits