Paula Rego mostra os seus «Contos Tradicionais e Contos de Fadas» até 30 de Setembro no âmbito da programação do Bairro dos Museus Cascais

Entre desenho, pintura e gravura, destacam-se nesta exposição trabalhos inéditos, entre os quais desenhos e uma pintura que a artista criou há menos de um ano, inspirada na obra literária da Condessa de Ségur. Ao todo, cerca de uma centena de obras estarão em oito salas da Casa das Histórias Paula Rego, até 30 de Setembro, no âmbito da programação do Bairro dos Museus Cascais



«Os contos tradicionais e os contos de fadas são inspiração para Paula Rego desde 1974, ano em que começa a sua pesquisa sobre o universo literário dos contos populares portugueses. Ganhou uma Bolsa da Fundação Calouste Gulbenkian e desde então não parou de ilustrar histórias violentas e cruéis, reencontrando memórias de infância e o medo. São histórias que Paula Rego passou para a tela e para o papel, explorando as temáticas do encantamento, do amor, da sedução ou do terror. Neste universo, a artista introduz a voz das mulheres, dominante desde o início dos contos de fadas, desconstruindo modelos da sociedade. Através desta exposição, Paula Rego apresenta-nos a sua versão dos contos de autores como os Irmãos Grimm ou Hans Christian Andersen. 

A exposição "Paula Rego: Contos Tradicionais e Contos de Fadas reforça os acordos estabelecidos entre a Câmara Municipal de Cascais, Paula Rego e a sua família para que as obras da artista se apresentem a todos os públicos através deste museu, que muito nos honra estar sediado em Cascais”, realça o presidente da Câmara Municipal de Cascais, Carlos Carreiras

As obras chegam de museus nacionais e internacionais, coleções de Paula Rego, da família da artista e de particulares. A organização é da Câmara Municipal de Cascais e da Fundação D. Luís I.»





Comentários

Arquivo

Mostrar mais

Nº Visits