EDM to the Fullest na primeira noite do MOCHE Ring no 22º MEO Sudoeste

No dia 8 de Agosto, a noite no MOCHE Ring do 22º MEO Sudoeste, tem o título de “EDM to the Fullest” e promete aquecer a pista de dança com Tony Junior, Sick Individuals, Mightyfools e Putzgrilla



Tony Junior é um dos artistas do momento na Holanda, um DJ de sucesso e também uma estrela da televisão holandesa, com uma fama que chega, cada vez mais, a todo o mundo. E quando falamos de performances ao vivo capazes de arrebatar até o público mais imperturbável, Tony Junior está na linha da frente. Começou no rock, por influência familiar, mas mudou-se para o house com o sucesso que se tem visto. Em 2010, editou o primeiro single, "Loesje", em colaboração com Nicolas Nox, alcançando um enorme sucesso no seu país. Pouco depois já contava com o apoio de nomes como Martin Garrix, Hardwell, Nicky Romero ou Showtek. 

Em 2015, em colaboração com Tiësto, edita aquele que é dos seus maiores sucessos até agora: “Get Down”, chegando a mais de 7 milhões de visualizações do YouTube e milhares de streams no Spotify. Desde aí, Tony Junior não tem parado de surpreender e deixa o público aos seus pés sempre que se apresenta nos vários palcos ao redor do mundo. A sua imagem carismática, juntamente com os hits que traz na bagagem, fazem com que cada apresentação de Tony Junior seja mesmo imperdível. E umas das próximas apresentações vai ser no MEO Sudoeste, na noite “EDM to the Fullest” do MOCHE Ring. 



Sick Individuals são dois dos mais promissores talentos da música de dança em todo o mundo. O duo é constituído por Rinze "Ray" Hofstee e Joep "Jim" Smeele. Conheceram-se em Hilversum, na Holanda, quando estudavam composição musical. Começaram por compor para anúncios televisivos, mas o interesse pela música clássica e pela música moderna acabaram por fazer crescer a ambição artística destes dois jovens, o que viria a resultar no projecto Sick Individuals

No início foram muito influenciados por projetos como Daft Punk, Bingo Players ou os Swedish House Mafia. E logo ficaram conhecidos graças aos remixes de temas de Rihanna, Avicii, Icona Pop, Tiesto, Flo Rida ou David Guetta. O remix do tema “I Love it”, de Icona Pop, recebeu a atenção e o reconhecimento mais do que merecido por parte da indústria da música de dança. Já passaram por alguns dos maiores festivais do mundo, como Tomorrowland, Ultra, Sensation, Mysteryland, ou Electric Zoo, e em todos estes sítios os Sick Individuals deixaram um público rendido à sua arte. Próxima paragem: o MOCHE Ring do MEO Sudoeste. 



Jelle Keizer e Andy Samin conheceram-se em 2007 e logo perceberam que o trabalho em equipa faz o sonho transformar-se em realidade. Os remixes de artistas como Britney Spears, Fall Out Boy, Benny Benassi ou Pitbull fizeram com que os Mightyfools ganhassem algum reconhecimento e cedo chegaram os convites para atuarem um pouco por todo o mundo. Ao reconhecimento do público, juntou-se o reconhecimento de artistas como Hardwell, David Guetta, Afrojack, Calvin Harris, entre muitos outros. 

Footrocker” foi um dos grandes temas do ano de 2013 e marcou uma nova fase na carreira dos Mightyfools, mais empenhada artisticamente e com um sucesso comercial cada vez maior, como provam as produções "Put Em Up" e "Go", também lançadas em 2013. Mas os sucessos não se ficaram por aí. Temas como “Garuda", "No Class" ou "Gangsta" alcançaram milhões de escutas e visualizações e ainda hoje fazem ferver qualquer pista de dança. Entretanto, e mais de dez anos depois do início, os Mightyfools continuam a construir uma marca global, a desafiar os seus próprios limites e a provar que o trabalho em equipa continua a valer a pena. E esse espírito vai fazer-se sentir já na próxima edição do MEO Sudoeste, no MOCHE Ring. 



Os Putzgrilla entraram na arena musical portuguesa com o seu estilo único, extremamente enérgico e até provocativo revelado em “Bunda”, um single de 2014. Rizzo, Rui, Miguel e, na altura, Pitty invadiram os palcos e garantiam que ninguém mantinha os pés no chão com hits como “Sentadinha”, lançado em Setembro de 2015, ou “Squeeze Me” e “Pégate”, lançados em Dezembro do mesmo ano. Estes foram temas que não deixaram ninguém indiferente e isso valeu-lhes presenças garantidas em eventos académicos e outras festas, como a Semana Académica de Lisboa e de Faro, o Arraial do Técnico, Azurara Beach Party, Latada de Coimbra, entre outros eventos. 

Agora com Carla Maximum como performer do grupo, o projeto continua a crescer graças aos inúmeros êxitos com o especial condão de se tornarem virais, e às atuações inesquecíveis marcadas por uma energia contagiante – é isso que se espera já no próximo MEO Sudoeste, para dar o arranque da noite de 8 de Agosto, no MOCHE Ring. 

Fonte






Comentários