Encontros que Contam com Sessão especial «Filhos do Meio» dia 22 de Julho no Museu de Aguarela Roque Gameiro em Minde

«Classe do Jaime», de Susana Gaspar, e «S E N S O», do Colectivo249 - os dois projectos selecionados pela bolsa de criação artística lançada pela Materiais Diversos - em sessão especial dos Encontros que Contam, dia 22 de Julho, às 16h00, no Museu de Aguarela Roque Gameiro em Minde.


Foto © Colectivo249


O Colectivo249 é: Axelle Gonçalves (Artes plásticas); Carolina Couto e Sérgio Ferreira (Artes gráficas); Cláudia Tomás, Ilpo Lalli, Marta Tomé e Pedro Marujo (Artes performativas); Micael Ferreira, Rafael Prazeres e Tomé Mira (Artes audiovisuais). 

"Enquanto filhos do meio, o colectivo249 é constituído por jovens emergentes nas múltiplas dialécticas artísticas (artes plásticas, gráficas, audiovisuais e performativas). Procuramos através do S E N S O - Pesquisa da sensibilidade cultural na comunidade, explorar no território, com as pessoas, os lugares e a sua cultura, no momento presente, com base no passado e com foco no futuro. Esta prospecção cultural, divide-se agora em entre.vistas (acção de pesquisa cultural em Torres Novas) e com.unidade (residência artística em Alcanena). Estas partilhas e criações, que procuram suscitar a reflexão de todos os seus intervenientes, tomarão forma e conteúdo simultaneamente numa instalação que vai habitar o festival Bons Sons (Cem Soldos)." 
Colectivo249




O nome deste projecto nasce no linguajar típico de Minde, em que não existe palavra para dança, apenas para baile — Classe do Jaime ou O-do-Barreiro. Nele, dois bailarinos vão ao encontro de grupos de dança folclórica da região das Serras d’Aire e Candeeiros e propõem um método para aprendizagem do vocabulário tradicional. 

Classe do Jaime é um dueto que se desenha como uma coreografia de composição etimológica, em que se restauram os conceitos de peso e erotismo, colocando perguntas de um lado para o outro — o que pergunta a dança tradicional à dança contemporânea?



Filhos do Meio é uma bolsa de criação artística lançada pela Materiais Diversos para apoiar e dar a conhecer artistas do/no distrito de Santarém, em particular aqueles interessados em criar em diálogo com os lugares e com as pessoas. Em 2018, foram selecionados dois projectos, Classe do Jaime, de Susana Gaspar, e S E N S O, do Colectivo249


Ambos os projectos vão estar presentes no Festival Bons Sons - Cem Soldos, no Auditório Agostinho da Silva:

De Quinta a Domingo, dias 9, 11, 12 das 16h00 às 20h00
S E N S O do Colectivo249

Domingo, dia 12 às 18h00
CLASSE DO JAIME, coreografia de Susana Domingos Gaspar





Comentários

Publicações Anteriores

Mostrar mais

Mais lidas na última semana

Mais lidas no último mês

Mais lidas no último ano

Nº Visits