Encontros que Contam com Sessão especial «Filhos do Meio» dia 22 de Julho no Museu de Aguarela Roque Gameiro em Minde

«Classe do Jaime», de Susana Gaspar, e «S E N S O», do Colectivo249 - os dois projectos selecionados pela bolsa de criação artística lançada pela Materiais Diversos - em sessão especial dos Encontros que Contam, dia 22 de Julho, às 16h00, no Museu de Aguarela Roque Gameiro em Minde.


Foto © Colectivo249


O Colectivo249 é: Axelle Gonçalves (Artes plásticas); Carolina Couto e Sérgio Ferreira (Artes gráficas); Cláudia Tomás, Ilpo Lalli, Marta Tomé e Pedro Marujo (Artes performativas); Micael Ferreira, Rafael Prazeres e Tomé Mira (Artes audiovisuais). 

"Enquanto filhos do meio, o colectivo249 é constituído por jovens emergentes nas múltiplas dialécticas artísticas (artes plásticas, gráficas, audiovisuais e performativas). Procuramos através do S E N S O - Pesquisa da sensibilidade cultural na comunidade, explorar no território, com as pessoas, os lugares e a sua cultura, no momento presente, com base no passado e com foco no futuro. Esta prospecção cultural, divide-se agora em entre.vistas (acção de pesquisa cultural em Torres Novas) e com.unidade (residência artística em Alcanena). Estas partilhas e criações, que procuram suscitar a reflexão de todos os seus intervenientes, tomarão forma e conteúdo simultaneamente numa instalação que vai habitar o festival Bons Sons (Cem Soldos)." 
Colectivo249




O nome deste projecto nasce no linguajar típico de Minde, em que não existe palavra para dança, apenas para baile — Classe do Jaime ou O-do-Barreiro. Nele, dois bailarinos vão ao encontro de grupos de dança folclórica da região das Serras d’Aire e Candeeiros e propõem um método para aprendizagem do vocabulário tradicional. 

Classe do Jaime é um dueto que se desenha como uma coreografia de composição etimológica, em que se restauram os conceitos de peso e erotismo, colocando perguntas de um lado para o outro — o que pergunta a dança tradicional à dança contemporânea?



Filhos do Meio é uma bolsa de criação artística lançada pela Materiais Diversos para apoiar e dar a conhecer artistas do/no distrito de Santarém, em particular aqueles interessados em criar em diálogo com os lugares e com as pessoas. Em 2018, foram selecionados dois projectos, Classe do Jaime, de Susana Gaspar, e S E N S O, do Colectivo249


Ambos os projectos vão estar presentes no Festival Bons Sons - Cem Soldos, no Auditório Agostinho da Silva:

De Quinta a Domingo, dias 9, 11, 12 das 16h00 às 20h00
S E N S O do Colectivo249

Domingo, dia 12 às 18h00
CLASSE DO JAIME, coreografia de Susana Domingos Gaspar





Comentários