Residências Artísticas e Shock Lab Verão Azul de 07 a 30 de Outubro em Loulé, Faro e Lagos

2018 abre um novo ciclo para o Festival Verão Azul, que passa a evento bienal. A próxima edição acontecerá em 2019 mas, entretanto, é tempo de aprofundar e fortalecer as relações com o território, com a realização de várias actividades na região. 



Em Outubro, Raquel André, Gustavo Ciríaco e Cátia Pinheiro estão em residência artística com as suas novas criações nas cidades de Loulé, Faro e Lagos. 

Neste ciclo de Residências os artistas são convidados a reflectir sobre o território, envolvendo uma ligação com pessoas, processos e modos de viver locais e recolhendo matéria para as criações a estrear no Festival Verão Azul 2019. Em cada uma haverá um momento de partilha e conversa aberta com o público. 

Outubro é também o mês do Verão Azul Shock Lab, um laboratório de 4 dias dirigido a profissionais das artes que promove a reflexão e o debate sobre as práticas criativas em contextos de periferia, nas suas diversas vertentes. 

Mónica Calle (teatro), Gustavo Ciríaco (dança) e Xana (artes visuais) serão os agentes mediadores e provocadores deste laboratório, e também os anfitriões dos momentos abertos à participação do público que estão programados: o evento Performances na Cidade, com realização em vários locais de Loulé e uma Conversa Performativa (instalação / performance / mesa-redonda / discussão / lanche / festa), intitulada Long Table*, com realização no Teatro das Figuras em Faro. 

*Concebida pela artista-activista britânica Lois Weaver, Long Table é um fórum público aberto e experimental para facilitar o diálogo através da reunião de pessoas com interesses comuns. 

Mais informação no Programa Público.





Comentários

Publicações Anteriores

Mostrar mais

Nº Visits